Compartilhe!
Share on Facebook5Share on Google+3Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn1Pin on Pinterest0

A quota de mercado dos livros autopublicados no Reino Unido cresceu 79% em 2013, de acordo com as novas estatísticas divulgadas pela empresa Nielsen Books.

Enquanto a queda na venda dos livros impressos continua no Reino Unido (em 2013 foi de 10%), e a compra de livros, como um todo, também cai (4%, no mesmo período), as vendas de e-books cresceram bem, de acordo com monitoramento abrangente da Nielsen Books, representando um aumento de 20% no Reino Unido.

Foram mais de 80 milhões comprados, gerando uma receita de 300 milhões de libras.

Mas é o mercado da autopublicação que está mostrando o maior crescimento: até 79%, com cerca de 18 milhões de livros vendidos e faturamento de 59 milhões de libras, ainda de acordo com as estatísticas da Nielsen.

Os livros autopublicados ainda representam uma pequena fatia do mercado total – apenas 5% do total de 323 milhões de livros comprados, e 3% dos 2.185 milhões de libras gastos em livros no ano passado.

Steve Bohme, diretor de pesquisas da Nielsen Books, disse (segundo o jornal The Guardian):

“A autopublicação ainda está em absoluto crescimento. Você pode ver a venda dos livros impressos em declínio e a dos ebooks, como um todo, subindo – mas muito disso é impulsionado pela autopublicação, que tem uma taxa de crescimento muito maior.”

Bohme disse ainda que, à medida que cresça o sucesso da autopublicação, mais e mais autores vão olhar para ela como opção a ser considerada:

“A autopublicação é um mercado em crescimento na indústria dos livros do Reino Unido”, afirmou Bohme.

 

Publicado originalmente no Guia da Autopublicação

Dê seu voto
Compartilhe!
Share on Facebook5Share on Google+3Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn1Pin on Pinterest0
eBook grátis Como transformar ideias em livros de sucesso