Compartilhe!
Share on Facebook10Share on Google+129Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0

Em entrevista para o site Variety, tentando promover seu novo filme, “Austeland”, a escritora Stephepie Meyer, mais conhecida por ser a criadora da sequência de livros sobre vampiros “Crepúsculo”, afirmou que já está cansada de trabalhar nessas histórias e quer partir para algo diferente.

Ela diz que “Eu me afasto [de ‘Crepúsculo’] a cada dia”, disse Meyer. “Já superei e muito. Para mim, não é um lugar feliz para estar.” Mas a entrevista continua: “O que eu poderia fazer é preparar três parágrafos no meu blog dizendo quais personagens morreram”.

Até aí tudo bem. Ela é escritora dessa série e tem seu compromisso com ela. Mas a problemática vem na frase seguinte a essa na entrevista: “Estou interessada em passar um tempo em outros universos, como a Terra-Média”. Fazendo referência ao universo criado pelo professor J.R.R.Tolkien.

Talvez Meyer tenha observado o constante sucesso dos livros de Tolkien, que atravessa gerações. Ou tenha observado o atual sucesso dos livros da série “Crônicas de Gelo e Fogo” de G.R.R.Martin e o constante uso do nome de Tolkien para comparações como meio de Marketing para promoção dessa nova série. Ou tenha observado o sucesso decorrente dos filmes de Peter Jackson, em especial atualmente o Hobbit.

Evidente que ela não poderia escrever algo sobre a Terra-Média sem antes pedir a autorização da família Tolkien, que detêm os direitos autorais dos livros do professor. Mas tendo em vista a forma conservadora com que o Christopher Tolkien atua em relação a isso, dificilmente seria aprovado algum tipo de história ambientada nesse mesmo Universo.

Então ela teria que partir para a criação de um universo próprio, em um estilo próprio, ainda que utilizasse elementos comuns e algumas influências de Tolkien.

Mas qual o problema dela escrever algo ambientado em um mundo de fantasia medieval? Qual o problema uma escritora de sucesso mundial tentar expandir seus escritos em uma nova forma?

Bem, há realmente um problema aí… Especialmente porque essa escritora é conhecida por não ser uma boa escritora. Segue palavras de Stephen King, grande escritor da atualidade:  “Stephenie Meyer can’t write worth a darn. She’s not very good” (Stephenie Meyer não consegue escrever algo que tenha valor. Ela não é muito boa).

É sabido que Tolkien não apreciava histórias com conteúdo simples, sem pretensão a uma realidade mais avançada ou alternativa. Tanto que declarou não gostar dos escritos de C.S. Lewis, em particular Crônicas de Nárnia. Podemos imaginar o pensamento do professor a respeito de tantas séries de livros, cujo único propósito parece ser o sucesso e posterior adaptação em séries e filmes…

Há cinco anos fizeram uma enquete ‘ interessante’ no yahoo: “Stephanie Meyer é a próxima J.R.R.Tolkien?”  Será mais uma infindável rotina de comparações de livros, tendo Tolkien como parâmetro, apenas para que os novos livros utilizem seu nome para aumentar o seu sucesso?…

 

Fonte: variety.com

Publicado originalmente no Tolkien Brasil

 

Dê seu voto
Compartilhe!
Share on Facebook10Share on Google+129Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0
eBook grátis Como transformar ideias em livros de sucesso