Compartilhe!
Share on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0

Escritores costumam ser atormentados por medos e dúvidas. Como estes sentimentos podem ser controlados e transformados em aliados para se escrever melhor?

Ser um escritor significa viver com medo. Será esta frase o resultado da covardia me esbofeteando? Na verdade, não! Jovens escritores, autores experientes, blogueiros, enfim… Todos vivemos com medo de escrever. A dúvida irritante que serpenteia nossas mentes, fazendo-nos criar um turbilhão de pensamentos como: sobre o que vou escrever? E se rejeitarem meus originais? E se rirem do meu “talento”? E se, na verdade, eu sou uma porcaria de escritor? Uma fraude risível? O que estou procurando ao escrever este post, afinal?

 
Por Que Temos Medo de Escrever?

Ah, essas dúvidas podem enlouquecê-lo. Mas acredite no que vou lhe dizer: se vivemos com medo de escrever é exatamente porque precisamos escrever. Se aprender a dominar este medo, ele poderá se tornar uma poderosa ferramenta que irá ajudá-lo a expor seus pensamentos e desejos mais profundos. Você só precisa entender como o seu medo atua – após isto, ele poderá ajudá-lo a revelar e expor suas ideias.

A vida toda lhe ensinaram que o medo precisa ser evitado. Mas nem sempre deve ser assim. O medo é um grande aliado que pode nos manter longe de muitos problemas. Para muitos escritores, medo e dúvida são sinônimos. Seja sincero: quando você se senta na frente do computador para escrever um romance, é invadido por dúvidas tais quais as citadas no primeiro parágrafo? Ou quem sabe algo como:

E se eu não conseguir encontrar tempo para terminar este livro? Estou cansado de começar livros que nunca vou terminar…;

E se eu criar um enigma e não conseguir encontrar uma saída inteligente e plausível para ele?

E se eu descobrir que não sou tão talentoso quanto imaginava?

Eu acredito que você já viveu sob esta tensão. Uma tensão que te arrasta em direção ao ato de escrever um livro, como um desejo incontrolável, mas ao mesmo tempo, parece te repelir. Isto se dá porque você tem um forte desejo de escrever. Nós temos medo do que queremos. Como assim?

Se você me perguntar se tenho medo de pilotar um avião, eu direi que não. Na verdade, eu não tenho vontade (e muito menos planos) de um dia pilotar um avião. E exatamente por ser algo distante e irreal, pilotar um avião não se torna um medo para mim. Mas escrever é diferente. Eu quero escrever. Estou fazendo isso agora. E lá vem os pensamentos inquietantes: Será que vou conseguir terminar? Será que este post soará patético? Será…?

 
Como Lidar Com as Dúvidas e o Medo de Escrever?

Agora, é tudo uma questão de escolha. Eu posso aceitar esses medos como desafios que precisam ser superados para se alcançar um objetivo. Ou então, posso deixá-los tornarem-se desculpas para adiar o trabalho que poderia me levar à realização dos meus desejos. Se fico com a primeira opção, então permitirei que meus medos me preparem para os desafios que o mundo real atirará em mim. Se fico com a segunda, bem, neste caso o medo também teve sua utilidade: testou minha determinação e me impediu de mergulhar em algo com o qual eu não estava suficientemente comprometido.

Desta forma, o medo ajuda a enxergar o que você realmente quer, ajuda a prepará-lo para os desafios que irá enfrentar, ao invés de simples e cegamente seguir os impulsos de um desejo mal orientado.

Não acho que o medo seja um problema. Mas acredito que o medo excessivo seja. Este sim pode lançar uma penumbra sobre o horizonte, ao invés de clarear as coisas. É importante que o medo seja seu aliado, e não o seu senhor. Coragem não significa não ter medo. Coragem é a decisão de prosseguir assim mesmo.

Mas como fazer isso? Como fazer do medo, seu aliado? Como fazer com que seu medo o ajude a escrever melhor?

 
Conheça Seus Medos

Você precisará colocar no papel quais são os seus grandes medos e, se possível, tentar subdividi-los em medos menores. Você não poderá fazer do medo seu aliado se não conhecê-lo. Então, pegue caneta e papel e escreva o mais detalhadamente possível quais são as dúvidas que pairam sobre sua cabeça na hora de começar a escrever um livro. Se preferir, pode usar o campo dos comentários abaixo para isso.

 
Pense na Recompensa

Pense na recompensa que você quer alcançar quando superar seus medos. Anote em detalhes o que irá alcançar e qual será sua sensação. Explore os detalhes. Seria algo como escrever dedicatórias nos livros de seus leitores? Contemplar milhares de visitas únicas em seu blog diariamente? Receber um encantador cheque com quatro ou cinco dígitos? Vá fundo nos seus desejos e coloque no papel o que você realmente deseja. Divirta-se com este passo!

 
Estabeleça um Roteiro Para Sua Meta

Releia o que escreveu no primeiro passo e defina quais são as medidas que você precisa tomar para alcançar seus objetivos. Esta é a forma como o medo e a insegurança podem, literalmente, fornecer-lhe um roteiro para sua meta. Se meu medo é receber críticas, eu posso começar um blog com um pseudônimo e ver qual será a reação dos leitores. Assim, posso desenvolver e praticar a arte de aceitar a crítica e crescer com isso.

Este é um processo interessante para deixarmos de pensar: “Eu não vou conseguir terminar este livro” e substituir por algo como: “Se eu seguir este roteiro, eu vou conseguir terminar meu livro”.

 
Escreva

Após isso, comece a escrever. A medida que enfrentamos os medos e as dúvidas, e deixamos os obstáculos sob nossos chinelos, nossa coragem começa a ganhar força e passamos a estar melhores preparados para enfrentar desafios maiores.

E a melhor notícia é que, mesmo se você tentar e falhar, ainda assim, você teve uma conquista significativa. Você enfrentou seus medos, você deu o melhor de si. E, talvez, na próxima vez, você se sinta mais confiante e preparado.

Agora é a sua vez. Quais são os medos que lhe assombram quando você se senta na frente no computador? Como conseguiu superar suas dúvidas e inseguranças? Compartilhe sua resposta nos comentários abaixo para ajudar novos autores (e até os experientes) a aproveitar ao máximo o bom aliado que o medo pode ser.

 

Fonte: | Corrosiva

 

Dê seu voto
Compartilhe!
Share on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0
eBook grátis Como transformar ideias em livros de sucesso