Compartilhe!
Share on Facebook17Share on Google+1Tweet about this on Twitter2Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0

Publicado em 1881, Machado de Assis inova em Memórias Póstumas de Brás Cubas, colocando como narrador um defunto que tem total liberdade para narrar sua vida e falar das pessoas que conviveu.

O personagem é irônico e pessimista em relação à vida e as pessoas, que geralmente são interesseiras e egoístas. Depois de fazer um balanço da vida que teve, Brás Cubas acredita ter tido um pequeno saldo, já que não teve filhos para transmitir o legado da miséria.

Publicado originalmente no site Universia

Dê seu voto
Compartilhe!
Share on Facebook17Share on Google+1Tweet about this on Twitter2Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0
eBook grátis Como transformar ideias em livros de sucesso