Compartilhe!
Share on Facebook35Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn30Pin on Pinterest0

O Facebook está de olho grande no mercado de vídeo digital e quer competir de igual para igual com o YouTube em matéria de publicidade.

Novas alterações estão sendo projetadas para o feed da plataforma, o CEO da rede social quer competir diretamente com o YouTube. De que maneira? Inserindo anúncios durante os vídeos e repartindo o dinheiro com os produtores.

A informação é da recode que cita fontes de dentro da indústria de social media e que dizem que a rede social está testando um novo formato de anúncio “mid-roll”, que dará aos produtores de vídeo e agências a chance de inserir anúncios nos vídeos depois que as pessoas assistam a pelo menos 20 segundos do vídeo.

Inicialmente, o Facebook vai oferecer aos produtores 55% do dinheiro apurado. Esta é a mesma quantia oferecida pelo YouTube, plataforma que tem dominado o mercado dos anúncios em vídeo até o momento.

 

Vídeos no Facebook

O vídeo tem sido uma aposta clara de Zuckerberg. O Facebook registra visualizações de vídeos na ordem de 100 milhões de horas por dia.

A equipe de engenheiros da plataforma vem fazendo várias alterações e demonstra ter planos para moldar os hábitos de consumo dos usuários ainda mais, trabalhando para que estes não sejam forçados a abandonar a rede social para ver vídeos.

Os parâmetros dos novos anúncios também sugerem que o Facebook está colocando mais importância no tempo que as pessoas passam assistindo aos vídeos, ao invés do número total de vídeos que assistem.

Até agora, o Facebook definia uma “visualização de vídeo” como sempre que um usuário assistia a um clipe por pelo menos três segundos. Mas esta tem sido uma grande fonte de questionamentos já que o Facebook reproduz os vídeos automaticamente quando eles aparecem no feed dos usuários.

 

O novo modelo de anúncio em vídeo do Facebook

Os novos anúncios em vídeo do Facebook só poderão ser executados quando o espectador assistir a um clipe por pelo menos 20 segundos. E eles também só poderão aparecer em vídeos que tenham pelo menos 90 segundos de duração.

Em outras palavras, o Facebook está dizendo aos editores a fim de ganhar dinheiro que eles precisam fazer vídeos que prendam a atenção dos usuários por mais tempo na plataforma.

 

Com informações de recode

Facebook pretende monetizar vídeos como faz o YouTube
5 (100%) 5 votos
Compartilhe!
Share on Facebook35Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn30Pin on Pinterest0
eBook grátis O manual secreto do marketing