Compartilhe!
Share on Facebook18Share on Google+1Tweet about this on Twitter2Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0

O destino de três geladeiras sucateadas era o lixão. Mas para o diretor de cultura do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Regional de Blumenau (FURB), Alan Filagrana, elas podiam ser reaproveitadas para outra utilidade. Com a ajuda voluntária dos artistas Telomar Florêncio, Fernando Pauler e Clóvis Truppel, as três sucatas foram pintadas e ficaram prontas para ser recheadas de livros na nova campanha do DCE: “Não deixe a cultura na geladeira!”.

Através das chamadas Geladeirotecas, o projeto quer incentivar a leitura dentro da Universidade. As geladeiras ficarão localizadas nos campus 1, 2 e 3 e, dentro delas, diversos títulos, com a etiqueta do projeto, estarão disponíveis para quaisquer alunos, servidores e frequentadores da universidade. Basta escolher um. “Vi uma reportagem na tevê que falava sobre esse assunto, e achei interessante trazer para a FURB também”, informou Filagrana.

A ideia permite inclusive que o leitor leve o volume para ler em casa, com a única ressalva de que o livro não pode ficar parado. Após a leitura, basta devolvê-lo a uma das Geladeirotecas ou passá-lo adiante. “A ideia é circular o conhecimento”, explicou o diretor de cultura.

O projeto conta com doações da Editora da FURB, Fundação Catarinense de Cultura, Editora Hemisfério Sul e acadêmicos, e também está aceitando doações de outros volumes, nas sedes do DCE. Não há nenhum tipo de controle sobre a circulação dos livros do projeto.

 

Publicado originalmente por Jaime Batista da silva no EBC

Geladeiras viram bibliotecas em projeto de faculdade catarinense
Dê seu voto
Compartilhe!
Share on Facebook18Share on Google+1Tweet about this on Twitter2Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0
eBook grátis Como transformar ideias em livros de sucesso