Compartilhe!
Share on Facebook0Share on Google+3Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest2

Manuscritos históricos, datados da origem da Igreja ao século XX, ficarão disponíveis online com o projeto.

A livraria do Vaticano iniciou um projeto nesta quinta-feira para digitalizar milhares de manuscritos históricos, datados da origem da Igreja ao século XX, que ficarão disponíveis online.

Trabalhando com a empresa japonesa de tecnologia NTT Data, a livraria pretende escanear e digitalizar arquivos de cerca de 1,5 milhão de páginas de sua coleção de manuscritos, que compreende 82 mil itens e 41 milhões de páginas. O projeto inicial levará quatro anos e pode ser ampliado.

A livraria do Vaticano data do século XIV e é uma das coleções de documentos históricos mais importantes do mundo. Inclui 1,6 milhão de livros e grande coleção de fotografias e moedas, assim como arquivos manuscritos.

“Os manuscritos que serão digitalizados remetem à América Pré-Colombiana à China e ao Japão, passando por todas as línguas e culturas que marcaram a Europa”, disse monsenhor Jean-Louis Brugues, arquivista e bibliotecário da Igreja Católica.

A livraria usará scanners NTT para gravar os manuscritos e software para gerenciar a coleção. Técnicos da companhia japonesa irão trabalhar com bibliotecários do Vaticano.

 

Publicado originalmente na Exame

Dê seu voto
Compartilhe!
Share on Facebook0Share on Google+3Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest2
eBook grátis Como transformar ideias em livros de sucesso