Ariano Suassuna e o uruguaio Eduardo Galeano serão homenageados. Servidores e estudantes receberão ‘cartão de crédito literário’.

O governo do Distrito Federal anunciou a realização da II Bienal Brasil do Livro e da Leitura entre os dias 12 e 21 de abril deste ano nesta quinta-feira (30). O evento será realizado na Esplanada dos Ministérios. A primeira edição do evento foi em 2012.

O evento literário irá contar com a presença de renomados autores nacionais e internacionais e promoverá seminários, debates, palestras, lançamentos de livros e eventos culturais. A programação, que ainda está em fase de conclusão, vai relembrar os 50 anos do golpe militar no Brasil.

A secretaria de Educação anunciou que, assim como na primeira edição, vai oferecer um cartão de crédito literário para alunos, professores e servidores da rede pública do DF. Na primeira edição, o valor do cartão foi de R$ 40 para alunos e R$ 80 para professores e servidores. A pasta vai disponibilizar R$ 4 milhões para a iniciativa.

O autor pernambucano Ariano Suassuna será o homenageado nacional durante a Bienal. O escritor urugaio Eduardo Galeano, autor das obras “As veias abertas da América Latina” e “Memória do Fogo”, será o homenageado internacional.

Estão confirmados no evento escritores como a norte-americana Naomi Wolf, o chinês Murong Xuecon e o cubano Leonardo Padura, entre outros. Entre os brasileiros confirmados estão Cristovam Buarque, Ziraldo, Ruy Castro e Carlos Heitor Cony.

 

Publicado originalmente no G1