10 dicas rápidas de como vender usando as redes sociais

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

As redes sociais não vão sair de moda tão cedo. Pelo contrário! Elas nem alcançaram o máximo do seu potencial no Brasil ainda.

Logo, você pode (e precisa) usá-las da forma certa para alavancar o seu negócio e as vendas.

Quando o assunto é gestão redes sociais, todo cuidado é pouco e qualquer erro pode ser muito prejudicial para a marca.

Mas, não se preocupe porque a gente está aqui para te ajudar!

Então siga atentamente as dicas e deixe o seu comentário aqui com alguma dica extra ou dúvida.

Facebook

1. Use fanpage ao invés de perfil

O Facebook ainda lidera a preferência do público em todo o mundo.

Atualmente, segundo o Statista, o Brasil encontra-se em terceiro lugar com 130 milhões de usuários, ficando atrás apenas da Índia e dos Estados Unidos.

Por isso, se você ainda não tem uma fanpage no Facebook, por favor, não perca mais tempo. Essa é uma plataforma valiosa que permite viralização com mais facilidade.

Nada é mais simples do que curtir e compartilhar uma publicação, não é mesmo?

2. Crie conteúdos compartilháveis

Para ganhar seguidores, é necessário tornar a sua página interessante, um espaço com conteúdos atraentes e engajadores. Afinal, é isso que conquistará fãs e consequentemente clientes para o seu e-commerce ou contratação do serviço.

Assim, tenha sempre em mente o princípio de Pareto (80/20): para cada dois posts de produtos e divulgação da marca, crie outros oito com o intuito apenas de informar, interagir e entreter.

Seguem algumas ideias: publique imagens com frases motivacionais (especialmente às segundas-feiras), dê dicas de como usar o produto X ou, ainda, alguma novidade sobre o seu nicho e mercado.

Explore os vídeos curtos e lives pela plataforma, já que vídeo está muito na moda e tem um alcance orgânico maior também.

3. Integre com o seu e-commerce

Aproveite a oportunidade de divulgar e vender os produtos da sua loja virtual diretamente no marketplace do Facebook.

Se a plataforma do seu e-commerce já possui integração com essa rede social, melhor ainda. Você conseguirá, por exemplo, controlar o estoque e as formas de pagamento de uma só vez.

Além de facilitar a sua vida, também descomplicará a do seu cliente, pois ele poderá adquirir o que deseja sem sair do ambiente do Facebook.

4. Invista no Facebook Ads

Outra grande vantagem oferecida pelo Facebook é a possibilidade de impulsionar suas publicações por meio de anúncios pagos.

As campanhas podem ser segmentadas por idioma, localidade, gênero, idade, interesses, profissão, número de filhos, se a pessoa é casada, solteira, noiva, divorciada, se costuma viajar e por centenas de outros critérios que podem ser cruzados para escolher o seu público-alvo ultra segmentado. Além disso, é você quem define quanto investir em publicidade e o que cabe no seu bolso.

Essa é a chance de alcançar um público ainda maior, veiculando produtos, serviços e, principalmente, direcionando novos usuários para uma oferta ou conteúdo mais específico do seu site.

5. Plus: ferramentas para o Facebook

Buffer: ideal para gerenciar mensagens diretas e programar posts em determinados dias e horários;

Mention: indicada para monitorar o que falam sobre a sua marca nas redes sociais e identificar crises e reclamações;
Canva: ferramenta muito simples recomendada para criar imagens com textos.

Instagram

6. Detalhe o seu perfil

Desde que foi criado em 2010, o Instagram vem crescendo a cada ano.

No início de 2018, segundo o Statista, essa rede social chegou à marca de 57 milhões de usuários só aqui no Brasil.

Ela é ideal para você que deseja vender o conceito, o “life style“, o branding do seu negócio. Contudo, antes de qualquer outro detalhe, é imprescindível que você cuide muito bem do seu perfil.

Além de usar o logotipo da sua empresa como avatar, adicione em poucas palavras a proposta da empresa e o link para o seu site. Assim, você facilitará o acesso aos seus seguidores.

E não se esqueça de fazer o caminho inverso: indique o Instagram (e suas outras redes sociais) no seu site também.

7. Cuide das imagens

Uma imagem vale mais que mil palavras, certo?

Então, saiba utilizá-las a seu favor. Por meio de fotos, mais que produtos, mostre um estilo de vida que se relacione à sua marca.

Capture cenas exclusivas, reações espontâneas e momentos descontraídos da sua equipe e também de clientes usando os seus produtos e serviços.

Publique fotos de making of, fabricação de produtos (caso você desenvolva isso no seu e-commerce) ou até eventos realizados.

Inspire! Esse é um dos principais focos dessa rede social. Através dela, você deverá despertar o desejo no consumidor e fazê-lo crer que a sua marca e o seu produto proporcionarão qualidade de vida e felicidade.

Não deixe de usar hashtags (#) nas suas fotos — serão essas palavras-chave que te levarão a um hall de marcadores de conteúdo, indicando um contexto pré-estabelecido.

8. Faça bom uso do Stories

Essa é a ferramenta para inserir seu seguidor no universo do seu empreendimento. No Stories, você poderá reforçar a jornada do seu negócio por meio de storytelling, publicação de vídeos curtos com dicas e mostrando o seu dia a dia.

Tal abordagem tem como objetivo destacar os momentos que realmente representam a sua marca, como mudanças no ambiente de trabalho, novidades no site ou na estratégia dele.

Ademais, agora com a possibilidade de responder enquetes, você conseguirá entender melhor o seu público — crie uma competição entre dois produtos e descubra o preferido, por exemplo.

9. Venda pelo Shopping no Instagram

Essa funcionalidade foi recém lançada no Brasil, mas já está fazendo um grande sucesso.

Seguindo a tendência mobile, o Instagram disponibilizou tags para fotos de contas comerciais.

Essas etiquetas permitem marcar produtos com preços e links que redirecionam o seguidor para o site da loja.

Além de ser uma facilidade incrível, é ideal para ficar de olho no que a concorrência está ofertando e como.

Configure sua conta comercial, associe-a a um catálogo do Facebook (pelo Gerenciador de Negócios no Facebook Business), aguarde a aprovação e comece a usar essa maravilha!

10. Plus: ferramentas para o Instagram

Postgrain: indicada para agendar posts com data e hora marcadas. A versão gratuita permite até 8 postagens mensais;

Aviary: ideal para tratar e aprimorar fotos. Oferece filtros e stickers;

Dica extra: delegue!

Você não precisa fazer tudo sozinho! No início, bem no início, quando a empresa ainda é muito pequena, a gente precisa fazer tudo sozinho. É normal, é assim mesmo!

Cuidar da logística, do RH, da administração, do estoque, dos contatos e também da captação de novos clientes através do marketing.

Mas não caia na tentação de continuar fazendo tudo sozinho quando a empresa começar a engrenar.

Quando as empresas terceirizam seus processos administrativos e de comunicação, elas obtêm ganhos de eficiência e produtividade incríveis.

As empresas terceirizadas tendem a ter tecnologia mais recente, equipes maiores e com habilidades mais atualizadas.

Isso permite que os colaboradores da sua empresa dediquem o seu tempo para se concentrar em tarefas de maior valor, como vendas, ou criando estratégias internas de crescimento.

A terceirização pode tirar a pressão da equipe de gestão, permitindo-lhes focar mais no desenvolvimento estratégico do negócio. A equipe pode direcionar a atenção para funções mais básicas e importantes como melhorar o envolvimento com o cliente, Pesquisa & Desenvolvimento e prestação de serviços de alto valor.

Isso certamente terá um impacto muito positivo no desempenho geral do seu negócio.

Pense nisso!

5/5 - (2 votes)

Receba nossos melhores conteúdos sobre lançamento.