O que seu cliente procura nas redes sociais?

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

As redes sociais são um ambiente onde pessoas de todas as idades estão imersas, podem interagir, trocar conteúdos e se divertirem. Nem todas as pessoas que estão nas redes sociais possuem os mesmos objetivos ao acessarem, e tudo que destoa do entretenimento pode não ter boa aceitação. Nesse contexto é que entra o marketing de conteúdo: vamos saber como funciona?

  1. O que o empreendedor quer?

O empreendedor sempre quer transformar o seu trabalho em renda e sustento para si e sua empresa, e precisa estar onde as pessoas estão. Se o seu negócio não está onde as pessoas veem, no seu cotidiano, quando as mesmas têm intenção de compra, nem irão considerar a sua marca.

Diante disso, o principal objetivo é a venda do produto ou serviço, e o objetivo secundário é estar visível para as pessoas. Como quase todo o mundo possui perfis em redes sociais, sejam elas WhatsApp, Facebook, Instagram, LinkedIn, TikTok, Kwai e outras tantas, o negócio precisa ter braços nessas redes.

  1. O que o usuário da rede social quer?

O usuário da rede social vai para ver as novidades de amigos e se divertir com conteúdos que sejam de seu interesse.

A quantidade de materiais é vasta e é possível passar bastante tempo vendo coisas divertidas. No meio dessa experiência é que o seu negócio precisa aparecer.

A empresa dentro da rede social é como o pasteleiro perto do ponto de ônibus, ou o pipoqueiro em frente à porta do colégio: ninguém foi ali para isso, mas pode acabar saindo com um pastel de carne ou um pacotão de pipoca colorida. A venda não é o objetivo do usuário, mas se é criada a oportunidade, ela surge.

  1. Produzir conteúdo não é tão simples quanto parece

Produzir conteúdo em redes sociais parece simples porque toda pessoa com um celular (que vai ter câmera), um aplicativo editor de imagens e o app da rede social já consegue fazer publicações. O grande problema é que, se todos têm, é pouco; se todos falam, ninguém ouve: num ambiente onde todos podem estar, destacar-se é difícil.

O comerciante, na sua ideia de vender, faz postagens sobre os dias de oferta, fotos de sua loja, um cupom relâmpago… e percebe que, com o passar do tempo, não vende. Além da concorrência com milhares de coisas sendo publicadas o tempo todo, os algoritmos das redes sociais restringem o que o usuário poderá ver, tentando lhe entregar coisas mais relevantes e mantê-lo com mais tempo de retenção.

Diante disso, é importante buscar empresas que trabalhem nessa produção de conteúdo. Essas empresas ajudam a fazer o marketing de conteúdo, que é um misto de propaganda (seu produto está lá) com conteúdo, mas de forma mais palatável, interessante, com cara de entretenimento.

  1. Exemplos de marketing de conteúdo

Existem vários exemplos que podem ser listados sobre o marketing de conteúdo, alguns que você já pode ter visto por aí:

  • Exemplos de receitas, com fotos ou vídeos, para oferecer algum dos ingredientes.
  • Dicas de saúde, alimentação e exercícios para promover uma academia.
  • Como e quando formatar um computador, da empresa de assistência técnica.
  • Qual a cor de sofá que você mais gostou, na rede da arquiteta.
  • Por que regularizar imóveis garante tranquilidade, na rede social do engenheiro civil.
  • Comentários sobre notícias que moveram o mundo jurídico nos últimos dias, como o julgamento do caso da Boate Kiss, em redes de advogados.
  • Cuidados após fazer fios de sustentação, no perfil de dentistas que fazem procedimentos estéticos.

Um empreendedor até consegue dar esses exemplos práticos, por conta de sua experiência profissional. Mesmo que as ideias venham, editar, escolher fontes, cores, uma boa imagem, que horário publicar, segmentação de audiência e outras coisas podem ser passos otimizados por profissionais, entregando mais resultados.

Por fim,

Nessa postagem, você pode entender um pouco mais sobre o que é o marketing de conteúdo, com vários exemplos práticos. Atualmente, é impossível não estar no mundo digital, mas para que essa presença seja efetiva, o conteúdo, que é o que as pessoas buscam, precisa ser entregue, com as vendas sendo consequência.

SOBRE A AUTORIA: Esse texto é um oferecimento d’O Blog do Mestre, gentilmente publicado pelo portal da Publiki. O Blog do Mestre é um blog que envolve entretenimento, curiosidades, atualidades e muito conhecimento!

5/5 - (3 votes)

Receba nossos melhores conteúdos sobre lançamento.