Compartilhe!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0

Desde que a sementinha da leitura foi plantada em Ana Cristina Rodrigues Henrique, de 10 anos, muitas ideias começaram a florescer em sua mente. As palavras das poesias apresentadas a ela pela família e amigos fizeram com que ela se encantasse com aquele mundo de rimas e mensagens bonitas que nos fazem pensar em nossas vidas. Desde então, Ana Cristina libertou sua criatividade e começou a traduzir seus pensamentos no papel.

Em um cantinho montado na sala de sua casa, que conta com uma mesinha rosa e vários brinquedos e livros, a menina se inspira nos seus autores preferidos, que são Vinicius de Moraes e Carlos Drummond de Andrade, para poder escrever suas próprias poesias. Além de gostar de lembrar das palavras desses grandes poetas brasileiros, Ana Cristina também busca inspiração em coisas simples, do seu dia a dia mesmo. “Sempre que acontece alguma coisa no meu cotidiano eu dou um jeito de escrever sobre aquilo”, diz ela.

Com isso, uma formatura no ensino fundamental, o dia dos pais e até o aniversário de uma professora querida já viraram poesias nas mãos de Ana Cristina. “Amor, amizade e família. É quase sempre sobre isso que eu escrevo”, declara.

“Primeiro de muitos!”

Todo o talento de Ana Cristina não se resume à escrita dos poemas. Como demonstrou essa vontade e prazer pelo mundo dos livros, a menina foi convidada por um vizinho para ir até o Cantinho Girassol, um espaço cultural instalado no bairro Wanel Ville que sempre realiza eventos para amantes dos textos, histórias e poesias. “Ele me chamou para declamar alguns poemas de Drummond num sarau do Girassol”, afirma Ana Cristina.

E a timidez passa longe da menina. Ela diz que nunca teve vergonha de nada e aceitou o desafio, declamando vários poemas no microfone na frente de muitas pessoas que estavam no espaço. Desde então ela passou a adotar o Cantinho Girassol como sua segunda casa.

Em um dos saraus que participou, Ana Cristina conheceu um editor de livros de São Paulo. “Ele então me perguntou se eu queria lançar um livro de poesias. Eu aceitei a ideia na hora”, revela a menina, com muita animação.

Com o desafio lançado, Ana Cristina teve de reunir 21 poesias em cerca de dois meses. Então ela colocou o seu talento e criatividade para funcionar e realmente conseguiu! Na noite de ontem Ana Cristina lançou o seu primeiro livro de poesias, chamado Sementes de Ana Cristina.

Mas ela não vai parar por aí não! Seu grande sonho é continuar lançando publicações, para se tornar uma grande escritora no futuro. “Que esse seja o primeiro de muitos!”

Pela dedicação e pelo talento que a menina já apresenta aos 10 anos de idade, certamente esse sonho se tornará realidade!

 

Publicado originalmente no Cruzeiro do Sul

Aos 10 anos, Ana Cristina publica primeiro livro
Dê seu voto
Compartilhe!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0
eBook grátis Como transformar ideias em livros de sucesso