Compartilhe!
Share on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on Twitter7Share on LinkedIn9Pin on Pinterest0

Concentre-se no que você é bom e delegue todo o resto! Este foi o conselho de uma das mentes mais brilhantes e controversas do século 20. Steve Jobs, um dos fundadores da Apple e o gênio criativo por trás de inovações como o iPod, iPhone e até mesmo da Pixar. Sim, a Pixar! Aquele estúdio que lançou “Toy Story”.

Depois que Jobs foi afastado da Apple, a companhia quase foi à falência. Dez anos mais tarde, após a sua traumática saída, Jobs retomou o controle criativo da empresa e mudou definitivamente o triste fim da Apple.

Sem ele não veríamos coisas como iPad, iMac e iTunes.

Hoje as ações da marca valem mais de 700 bilhões de dólares. Este valor é equivalente à soma de todas as ações das empresas brasileiras de capital aberto, juntas, na Bovespa.

Jobs não era engenheiro nem programador, aliás ele não tinha nem mesmo um diploma universitário. O que havia de melhor nele era sua capacidade criativa, ter ideias, muitas ideias e um grau de perfeccionismo quase compulsivo. Depois disso, a missão de dar vida às suas ideias era responsabilidade de sua equipe de engenheiros e programadores.

Mas eu não estou escrevendo este texto para falar da vida de Steve Jobs. Na verdade este é um convite para que você comece a pensar na tua própria vida. Usei o exemplo do Steve Jobs apenas para provocar uma reflexão e fazer você investir naquilo que te faz diferente de verdade e que é naturalmente uma “vantagem competitiva” em relação aos teus concorrentes.

 

Você não deve fazer tudo sozinho

Vou explicar melhor onde quero chegar. Estamos na era do “make yourself”, do “faça você mesmo”. Hoje é possível aprender sobre praticamente qualquer coisa na internet. De física quântica até marketing digital e gestão. Até aqui, tudo bem! Acho positivo todo este conhecimento disponibilizado abertamente.

Também acho proveitoso que tenhamos uma visão geral sobre as mais diversas áreas do conhecimento.

Mas, fazer tudo sozinho é uma tentação que deve ser evitada a todo custo. Mesmo que a primeira impressão seja “poxa, mas eu vou ter que dividir o que eu poderia ganhar sozinho?”.

O problema é que a curva de aprendizado de algumas áreas como marketing, por exemplo, é longa e os iniciantes acreditam que com dois ou três vídeos assistidos no YouTube já se tornam “mestres absolutos de todo o saber”.

É exatamente aí que está o grande perigo: sendo um iniciante, achar que pode fazer tudo sozinho e que não precisa da orientação ou até mesmo da ajuda de um profissional especializado.

Pior…

 

O barato pode sair caro

Sei que há muitos empreendedores e até mesmo gestores de empresas que pensam sempre pela via do mais barato e descartam a qualidade e o profissionalismo em troca do “vamos fazer de qualquer jeito mesmo“.

Este é o maior erro que você poderia cometer com a imagem da sua marca.

Achar que as pessoas, neste caso, o seu público alvo, não se importam com um material apresentado de forma amadora e sem qualidade é um verdadeiro tiro no pé. Isto depõe enormemente contra a sua empresa.

A qualidade com que você apresenta seus produtos e serviços diz muito para as pessoas que poderiam vir a se tornar teus clientes no futuro.

 

Pare de perder tempo com o que não é a sua especialidade

É preciso ter foco, inteligência, investir mais tempo naquilo que você realmente sabe fazer de melhor e deixar todo o resto com o especialista de cada área.

Você é dentista? Seja o melhor dentista que puder! Advogado, contador, médico, professor, engenheiro, gestor, o que mais?

Não importa a sua área de atuação! Seja o melhor que puder no que você sabe fazer.

Deixe todo o resto nas mãos de quem realmente entende dos assuntos onde você apenas passeia superficialmente.

Ainda que você diga “mas eu preciso mesmo pagar alguém para fazer a divulgação da minha empresa ou gravar um vídeo? Eu não posso fazer isso sozinho? Não sairia mais barato fazer tudo sozinho?“, é verdade! Sairia mais barato, sim. Você até pode fazer tudo sozinho, mas, responda com sinceridade, você vai ter tempo para se concentrar no que sabe fazer de melhor?

 

Vou te contar um segredo!

Delegar tarefas, ainda que você precise reorganizar a divisão da tua receita, é muito mais produtivo e mais lucrativo também.

Com certeza há algo em você que o diferencia dos demais, invista nisso! Faça isto, concentre-se em ser cada vez melhor e mais produtivo nisto. Delegue todas as outras tarefas. Inclusive o marketing.

Concentre-se no que você é bom e delegue todo o resto!
5 (100%) 4 votos
Compartilhe!
Share on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on Twitter7Share on LinkedIn9Pin on Pinterest0
eBook grátis O manual secreto do marketing