Compartilhe!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn13Pin on Pinterest0

Cada vez mais as empresas estão fazendo de seus sites, blogs, portais e redes sociais um canal de comunicação poderoso para vender seus produtos e serviços. E funciona mesmo. A internet mudou definitivamente a forma como as pessoas procuram e compram marcas, entretenimento, bens de consumo, informação, etc.

 

O problema é que agora o cliente também tem um site…

Se antes, os sites corporativos, eram a única fonte de informação sobre seus produtos na web, agora o consumidor cria o seu próprio blog, abre fóruns de discussão, inscreve-se em alguma rede virtual de relacionamento e a usa para descrever sua experiência com determinado produto. Esta experiência pode ser negativa ou positiva e, certamente, irá influenciar outros consumidores em potencial que vão para a internet pesquisar sobre a mesma marca antes da decisão de comprá-la.

Um dos problemas é que a maioria das empresas ainda não entendeu que não basta estar presente na internet, não basta ter um site ou uma marca bonita, bem apresentada. As corporações precisam ser proativas, ágeis e “provocativas” (no bom sentido), incentivando seus clientes a se relacionarem com a marca de forma positiva, aumentando e reforçando a experiência de branding na web.

 

O novo jeito de se fazer marketing

Se antigamente, o “velho marketing” (Outbound Marketing) usava qualquer tática para “empurrar” produtos e/ou serviços para os clientes, atualmente o “novo marketing” (Inbound Marketing) se utiliza de estratégias de marketing que se baseiam em ganhar o interesse das pessoas em vez de comprá-las.

“O conteúdo é o rei” já dizia Bill Gates, um dos homens mais ricos do planeta e dono da Microsoft, empresa “criadora” do Windows. Ele fazia referência à demanda de conteúdo que a internet exige e precisa disponibilizar para seus usuários o tempo todo. Estamos no século da informação, há conteúdo e respostas sobre praticamente tudo no ciberespaço. O conteúdo deveria ser o centro das atenções para qualquer empresa, grande ou pequena, mas nem sempre é assim.

 

Use o conteúdo para atrair clientes

Presença na internet vai muito além de dizer: “tenho um site! Não o atualizo há algum tempo, mas tenho um site, sim…” Um site ou rede social onde o conteúdo não seja diversificado, dinâmico, atualizado, ATRAENTE e interativo (de verdade e responsavelmente) tende a ser menos visitado e esquecido, ou então, quando muito, lembrado pejorativamente.

Muito se fala sobre técnicas de SEO para ranquear melhor os sites nos buscadores de conteúdo, como o Google ou o Yahoo!, por exemplo, mas é preciso investir principalmente no conteúdo em si. Outro erro que precisa ser evitado é que não adianta ter uma fanpage, twitter e blog se não há interação entre eles e os fãs da marca.

Não basta ser bonitinho, tem que ter conteúdo e inteligência. Se o seu produto, site ou meios de comunicação não são assim, certamente o do concorrente será.

Pense nisso!

Não basta ser bonitinho… Porque usar marketing de conteúdo e Inbound Marketing
5 (100%) 2 votos
Compartilhe!
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn13Pin on Pinterest0
eBook grátis O manual secreto do marketing