Não basta ser bonitinho… Porque usar marketing de conteúdo e Inbound Marketing

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Cada vez mais as empresas estão fazendo de seus sites, blogs, portais e redes sociais um canal de comunicação poderoso para vender seus produtos e serviços. E funciona mesmo. A internet mudou definitivamente a forma como as pessoas procuram e compram marcas, entretenimento, bens de consumo, informação, etc.

 

O problema é que agora o cliente também tem um site…

Se antes, os sites corporativos, eram a única fonte de informação sobre seus produtos na web, agora o consumidor cria o seu próprio blog, abre fóruns de discussão, inscreve-se em alguma rede virtual de relacionamento e a usa para descrever sua experiência com determinado produto. Esta experiência pode ser negativa ou positiva e, certamente, irá influenciar outros consumidores em potencial que vão para a internet pesquisar sobre a mesma marca antes da decisão de comprá-la.
Um dos problemas é que a maioria das empresas ainda não entendeu que não basta estar presente na internet, não basta ter um site ou uma marca bonita, bem apresentada. As corporações precisam ser proativas, ágeis e “provocativas” (no bom sentido), incentivando seus clientes a se relacionarem com a marca de forma positiva, aumentando e reforçando a experiência de branding na web.
 

O novo jeito de se fazer marketing

Se antigamente, o “velho marketing” (Outbound Marketing) usava qualquer tática para “empurrar” produtos e/ou serviços para os clientes, atualmente o “novo marketing” (Inbound Marketing) se utiliza de estratégias de marketing que se baseiam em ganhar o interesse das pessoas em vez de comprá-las.
“O conteúdo é o rei” já dizia Bill Gates, um dos homens mais ricos do planeta e dono da Microsoft, empresa “criadora” do Windows. Ele fazia referência à demanda de conteúdo que a internet exige e precisa disponibilizar para seus usuários o tempo todo. Estamos no século da informação, há conteúdo e respostas sobre praticamente tudo no ciberespaço. O conteúdo deveria ser o centro das atenções para qualquer empresa, grande ou pequena, mas nem sempre é assim.
 

Use o conteúdo para atrair clientes

Presença na internet vai muito além de dizer: “tenho um site! Não o atualizo há algum tempo, mas tenho um site, sim…” Um site ou rede social onde o conteúdo não seja diversificado, dinâmico, atualizado, ATRAENTE e interativo (de verdade e responsavelmente) tende a ser menos visitado e esquecido, ou então, quando muito, lembrado pejorativamente.
Muito se fala sobre técnicas de SEO para ranquear melhor os sites nos buscadores de conteúdo, como o Google ou o Yahoo!, por exemplo, mas é preciso investir principalmente no conteúdo em si. Outro erro que precisa ser evitado é que não adianta ter uma fanpage, twitter e blog se não há interação entre eles e os fãs da marca.
Não basta ser bonitinho, tem que ter conteúdo e inteligência. Se o seu produto, site ou meios de comunicação não são assim, certamente o do concorrente será.
Pense nisso!

5/5 - (2 votes)

Receba nossos melhores conteúdos sobre lançamento.